Balão Intragástrico

Técnica de Emagrecimento com Alto Índice de Sucesso

Dr. Guilherme Antoniette, responsável pela Clínica Endonette, esclarece dúvidas  sobre obesidade, causas, consequências e tratamentos.

Ao longo dos últimos anos temos estudado com afinco a técnica de emagrecimento através do Balão Intragástrico e reeducação alimentar, realizada através de equipe multidisciplinar.

 

Entenda o funcionamento do Balão Intragástrico. Ele ocupa em média 40% do estômago, não permitindo a ingestão de alimentos em grande quantidade e, por ficar posicionado no fundo do estômago, também auxilia o organismo na produção do hormônio Grelina, causando sensação de saciedade precoce.

 

Junto com estes efeitos fisiológicos, quando o paciente é acompanhado por médico, nutricionista e em alguns casos por psicólogo, aumentam as chances do paciente perder cerca de 20% do peso total.

 

O balão intragástrico é introduzido por endoscopia, em ambiente ambulatorial, com paciente sob leve sedação. Um procedimento simples e que dura em média 15 minutos. O dispositivo fica no paciente por 6 meses, tempo para ele realizar reeducação alimentar e melhorar seus hábitos. Em seguida é retirado também por endoscopia.

 

Ressaltamos sempre aos pacientes que nos procuram que “não existe milagre nem garantia de resultado”, o paciente tem que se aplicar e focar no tratamento, estar disposto a seguir as orientações da equipe multidisciplinar e manter os mesmo bons hábitos após a retirada do balão intragástrico.

Dr. Guilherme Antoniette - Clinica Endonette - Balão Intragástrico

Perguntas frequentes

Balão Intragástrico de 6 meses

O que é o Balão Intragástrico?


O Balão Intragástrico é um recurso clínico auxiliar e temporário para o tratamento de pacientes com IMC acima da faixa normal e que não tenham obtido redução de peso através de outras técnicas não cirúrgicas. Quando bem indicado, proporciona uma valiosa oportunidade de reeducação dos hábitos alimentares, melhorando a relação do indivíduo com a comida, funcionando como um agente regulador da alimentação. É um método de tratamento usado há vários anos que se aprimorou com a melhora da qualidade e segurança dos balões mais modernos.




Como é realizada a colocação do Balão Intragástrico?


O processo de colocação é feito com o paciente sob leve sedação (sem necessidade de anestesia) com introdução e preenchimento guiados por procedimento endoscópico. Embora não seja um procedimento cirúrgico e nem precise de internação, somente pode ser realizado por médico endoscopista.




Como o Balão Intragástrico pode ajudar a emagrecer?


A presença do Balão Intragástrico promove sensação de saciedade, uma vez que ocupa parte do estômago e auxília o organismo na produção do hormônio grelina.

O Balão Intragástrico não tira sua fome: ele provoca sensação de saciedade precoce.
O grande intuito do tratamento é auxiliar os pacientes a se reeducarem alimentarmente e promover a qualidade de vida.




Para quem está indicado o Balão Intragástrico?


Somente o médico através de avaliação clínica poderá indicar o uso do produto. Em geral, pacientes com IMC acima de 27 que não tenham obtido redução de peso através de outras técnicas não cirúrgicas, ou pacientes que necessitem de perda de peso a fim de alcançar condições clínicas mínimas para submeter-se à cirurgia bariátrica, são candidatos ao uso do balão intragástrico.




Quais são as contra-indicações para colocação do Balão Intragástrico?


Além de algumas condições clínicas avaliadas pelo médico como: úlcera péptica, hérnia hiatal significativa, passado de cirurgia gástrica, esofagite grave, problemas de coagulação, uso crônico de antiinflamatórios e alcoolismo, o tratamento com uso de Balão Intragástrico é contra-indicado para pacientes que não estejam dispostos a seguir programa de reeducação alimentar e atividades físicas.




Quais as vantagens do Balão Intragástrico como método de tratamento da obesidade?


As principais vantagens são:
• Não há necessidade de internação hospitalar;
• Procedimento não cirúrgico (totalmente endoscópico) e totalmente reversível;
• Rápida recuperação para as atividades diárias, pois não promove restrições físicas ao paciente;
• Baixo risco de complicações;
• Repetibilidade: embora não seja comum, o Balão Intragástrico pode ser colocado sucessivas vezes, se aprovado pelo médico que determina o período entre a retirada de um BIG e colocação de um novo;
• Auxilia no processo de emagrecimento sem necessidade do uso de medicamentos moderadores de apetite com ação no sistema nervoso central.




Quais os cuidados após a colocação do Balão Intragástroco?


A primeira semana, principalmente as primeiras 72 horas, requer mais cuidados devido à adaptação do organismo com a presença do balão intragástrico. Embora o volume do balão intragástrico não seja muito diferente do volume de uma refeição usual (considerando a comida e bebida) temos que lembrar que após a refeição os movimentos do estômago irão promover o seu esvaziamento, mas o balão permanece, por isso, na fase de adaptação são prescritos medicamentos para reduzir cólicas, náuseas e vômitos que representam uma resposta fisiológica do organismo, mesmo assim cerca de 80% dos pacientes apresentam algum episódio de vômito nesta fase de adaptação.

Deve-se ter um cuidado especial com a dieta, que deve ser prescrita e acompanhada por nutricionista especializado durante todo o período da utilização do balão intragástrico.

Durante do período de permanência do balão intragástrico há necessidade de controle do pH estomacal, logo há necessidade de uso de medicação para este fim.

O acompanhamento clínico, nutricional e psicológico (quando necessário) são fundamentais para que paciente aproveite ao máximo o benefício proporcionado por este método de tratamento e alcance os resultados desejados.




Quais as possíveis complicações com o Balão Intragástrico?


O balão é considerado um método de baixo risco comparado a outras formas de tratamento da obesidade como medicamentos e cirurgia bariátrica. Embora raros podem acontecer:

Esvaziamento do balão - Facilmente detectado pelo paciente uma vez que a solução utilizada para preenchimento recebe corante azul que promove urina de tom esverdeado e, em caso de vazamento, o paciente deve procurar seu médico imediatamente.

Migração para o intestino – Geralmente em razão da demora na retirada de balões que apresentem vazamento ou balões que não foram retirados ao final dos seis meses de tratamento.

Contaminação por fungos – Mais comum em pacientes fumantes, ou com hábito de roer unhas, ou que não seguem a dieta orientada por nutricionista e ingerem grande quantidade de gordura.

Estas complicações são raras sobretudo quando há uma indicação criteriosa, uma avaliação laboratorial e endoscópica prévia à colocação, acompanhamento clínico-nutricional constante e principalmente respeito ao prazo de duração do tratamento que é de no máximo 6 meses.




Após a retirada do Balão Intragástrico poderá haver recuperação do peso perdido?


A colocação de um balão intragástrico pode ter um efeito apenas transitório se não houver um envolvimento do paciente com mudanças na alimentação, estilo de vida e principalmente da auto estima que poderão ser alcançadas neste tratamento. Por isso, há um grande enfoque no preparo e acompanhamento profissional para que o paciente não se apóie na ilusão de que apenas preencher o estômago com um balão de silicone irá resolver, de forma mágica, seus problemas. Assim, o papel fundamental do acompanhamento clínico é manter os cuidados para que, neste período, a pessoa tenha condições de emagrecer, reeducar seus hábitos e ganhar mais saúde para que, após a retirada, o paciente esteja pronto para se beneficiar dos diversos recursos disponíveis para prevenção da recuperação de peso.





Balão Intragástrico de 12 meses

Quem poderá se beneficiar com o Balao Intragástrico Ajustável?


O Balão Ajustável está indicado para pacientes que apresentem desde excesso de peso a obesidade mórbida, ou sejá IMC acima de 27.




Quanto tempo o Balao Intragástrico Ajustável pode permanecer no estômago?


O Balao Intragástrico Ajustável é o único autorizado para permanecer no estômago durante 1 ano, ou seja 12 meses, para perder peso e adaptar-se a novos hábitos.




O que acontece após a colocação do Balão Intragástrico Ajustável?


É normal que, nos primeiros dias após a colocação, o paciente apresente náusea, vómitos ou dor abdominal. Contudo, estes sintomas vão diminuindo ao longo de dias até que o estômago se adapte ao balão intregástrico. Para reduzir os sintomas da fase adaptativa, o paciente fará uso de medicamentos.




Sentirei o balão no estômago?


Sim, mas apenas no início do tratamento. Depois, apenas terá uma sensação de saciedade constante. Assim, sentirá saciedade mesmo ingerindo uma pequena quantidade de alimentos. Desse modo, será mais fácil cumprir um regime nutricional.




Quanto tempo de recuperação é necessário após a colocação do balão?


Como se trata de um procedimento não invasivo, não cirúrgico, o período de recuperação é rápido. Habitualmente os pacientes voltam ao trabalho após 24 a 48 horas após o procedimento. Contudo, este tempo será sempre dependente do tempo de adaptação do paciente, podendo variar em cada caso.




Quantas vezes o tamanho do balão tem de ser reajustado?


Habitualmente, o tamanho do Balao Intragástrico Ajustável é reajustado aos 5-6 meses de tratamento, quando começa a perder o efeito sobre a saciedade. Contudo, de acordo com a evolução do paciente, a equipe médica poderá programar outro reajuste ao longo do tratamento. Em caso de intolerância ao balão, após a colocação, é possível reduzir o tamanho do balão evitando a sua extração prematura.




Quanto peso posso perder com o Balão Ajustável?


Os estudos clínicos revelaram uma média de 20 % do peso aos 6 meses e de 30% do peso ao fim dos 12 meses de tratamento, o que pode permitir alcançar um peso normal. Essa estimativa varia de acordo com cada caso, podendo assim o paciente obter maior ou menor perda de peso.




Deverei seguir um programa de acompanhamento médico?


A adesão a um programa de acompanhamento para modificação dos hábitos alimentares e estilos de vida é uma parte importante do tratamento com o Balão Ajustável. O balão permite perder peso rapidamente, mas o cumprimento de um programa de acompanhamento multidisciplinar é fundamental para obter um resultado final sustentado no tempo.




Posso ter uma vida normal com o Balão Ajustável?


Durante a primeira semana após a colocação é aconselhável que não faça esforços pesados. Depois poderá retomar uma vida completamente normal, sendo mesmo aconselhável iniciar um programa de exercício físico.




O que acontece se o Balão Intragástrico Ajustável esvaziar dentro do estômago?


O balão ajustável tem um sistema de ancoragem não cirúrgico que impede o balão de migrar para o duodeno em caso de desinsuflação. Este sistema exclusivo diminui o risco de migração e obstrução relativamente aos balões antigos. O Balão Ajustável (BAS) representa uma inovação no tratamento não cirúrgico do excesso de peso.





Calcule seu IMC

Instruções:

 

Descreva da seguinte forma:

 

Altura: 1.60 (separado por ponto)

Peso: 80.500 (separado por ponto)

Tabela de resultados

IMC Categoria

 

   Resultado                              Situação

Abaixo de 17                  - Muito abaixo do peso    

Entre 17 e 18,49             - Abaixo do peso             

Entre 18,5 e 24,99          - Peso normal                  

Entre 25 e 29,99             - Acima do peso              

Entre 30 e 34,99             - Obesidade I                  

Entre 35 e 39,99             - Obesidade II (severa)   

Acima de 40                   - Obesidade III (mórbida)

Calculo Manual:

 

O cálculo do IMC é feito dividindo o peso (em quilogramas) pela altura (em metros) ao quadrado.

Por exemplo, se o seu peso é 80kg e a sua altura é 1,80m, a fórmula para calcular o IMC ficará:

IMC = 80 ÷ 1,802

IMC = 80 ÷ 3,24

IMC = 24,69

  • Youtube - Clínica Endonette
  • Facebook - Clínica Endonette
  • Instagram - Clínica Endonette

Links Uteis

CFM

CRM/SP

SOBED

SBCBM

G1

BLOG

Responsável Técnico: 

Dr. Guilherme Antoniette

CRM/SP: 79.160 – RQE n° 40.632

Dr. Guilherme Antoniette - Clínica Endonette - Balão Intragástrico - Plasma de Argônio - Sutura Endoscópica - Santos - Baixada Santista - ABC